sábado, 2 de abril de 2016

Gilmar Mendes desafia ministros do STF: "Assumamos então que estamos manipulando o processo!".

Gilmar Mendes desafia ministros do STF: "Assumamos então que estamos manipulando o processo!".




Com base em suas declarações, a interpretação mais cabível é a de que o Ministro Gilmar Mendes se recusou a participar do golpe contra o poder Legislativo, ao mesmo tempo em que alertou seus pares sobre as consequências de seus atos.

A decisão do STF abala profundamente a credibilidade da justiça.  Indignado, o ministro desafiou seus colegas: "Vamos dar a cara à tapa. Estamos tomando uma decisão casuística. Assumamos então que estamos manipulando o processo.", referindo-se à interferência do tribunal nas decisões da Câmara dos Deputados.

O ministro afirmou que "ninguém vai ser salvo de impeachment por liminar".

“Lembra que eu tinha falado do risco de cooptação da Corte? Eu acho que nesse caso isso ocorreu”, declarou o ministro.

“Diante desse quadro de grave crise de corrupção, nós vamos ficar fazendo artificialismos jurídicos para tentar salvar, colocar um balão de oxigênio em alguém que já tem morte cerebral”, disse em referência à crise enfrentada pelo governo petista.

Para Mendes, “há todo um projeto de bolivarização da Corte”. Segundo ele, é assim que “se opera em outros ramos do Estado”.

"Os 171 votos necessários para permitir que se escape de impeachment não são suficientes para governar. Estamos ladeira a abaixo, ontem fomos desclassificados mais uma vez, estamos sem governo, sem condições de governar, com um modelo de fisiologismo que nos enche de vergonha.", finalizou.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário