terça-feira, 18 de junho de 2013

UM BASTA A ESQUERDA CORRUPTA NO BRASIL !

UM BASTA A ESQUERDA CORRUPTA NO BRASIL !

FALTAVAM APENAS 0,20 CENTAVOS PARA O COPO DA TOLERÂNCIA COM ESTES CORRUPTOS DERRAMAR. AGORA SEGUREM AS AS MASSAS...SE PUDEREM.

A VERDADE DOS FATOS, LEIAM !
DILMA NUNCA FOI TORTURADA, POIS OPTOU PELA DELAÇÃO PREMIADA E FICOU COM O DINHEIRO DO COFRE DO ADEMAR

Ao contrário do que ela afirma, nunca foi torturada. Foi a pioneira na delação premiada. Entregou companheiros de guerrilha para reduzir a sua pena e não correr o risco de receber um interrogatório mais duro. Sabem qual foi o acordo? Você entrega, fica com o dinheiro do cofre e alega que confessou sob tortura. Fica protegida contra os camaradas. Permanece aqui, sob proteção, colaborando com informações. O único que ainda pode testemunhar, com um certo medo, é Natael Custódio Barbosa, que "fantasia" a sua prisão, por motivos óbvios: "Era uma companheira muito séria e dedicada, que acreditava no que estava fazendo." Hoje ele mora em Londrina, no Paraná.

Segundo narra o companheiro, em matéria já publicada anteriormente, no final de janeiro de l970, Barbosa foi ao encontro que haviam marcado, às cinco da tarde, na movimentada rua 12 de Outubro, na Lapa. Ele vinha numa calçada, do lado oposto e em sentido contrário ao que ela deveria vir. Quando a viu, de braços cruzados, atravessou a rua, passou por ela sem dizer nada, andou uns vinte passos e, sem desconfiar de nada, voltou. "Voltei, encostei do lado dela e perguntei se estava tudo bem", contou Barbosa, emocionadíssimo." Ela fez cara de desespero e eles caíram imediatamente em cima de mim já me batendo, dando coronhadas e me levando para o camburão, e depois pra o Oban." E prosseguiu: "Nunca mais a vi. Ela me entregou porque foi muito torturada, e eu entendo isso. Acho que me escolheu porque eu era da base operária, não conhecia liderança nenhuma da organização e não tinha como aumentar o prejuízo".
http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2010/08/dilma-nunca-foi-torturada-pois-optou.html

Operação Castelo de Areia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Operação_Castelo_de_Areia
A Operação Castelo de Areia é uma operação da Polícia Federal brasileira deflagrada em 2009 e investiga crimes financeiros e lavagem de dinheiro, tendo como centro as operações da Construtora Camargo Correa.1 Inicialmente, o juiz Fausto de Sanctis havia afirmado que a investigação não envolvia parlamentares.2

Entre os políticos que aparecem como beneficiários na contabilidade paralela da empresa está Michel Temer, citado 21 vezes.3 José Roberto Arruda teria recebido 637,6 mil dólares ilegalmente para sua campanha em 1998.4 Ele, contudo, informou que não se lembra de doações da Camargo Correa para sua campanha em 1998.5 Nas eleições de 2002, teria sido novamente beneficiado, desta vez por uma empresa coligada à Camargo Correa.4

O secretário de Habitação de Gilberto Kassab, Elton Zacarias, também teria recebido um milhão de reais para facilitar a liberação de um terreno na capital paulista que interessava à construtora.4 O presidente da Câmara Municipal, outro vereador, bem como o deputado Valdemar Costa Neto também teriam sido beneficiados.6

O relatório final da operação feito pela Polícia Federal também levanta suspeitas sobre propinas que a construtora teria pago a Adhemar Palocci, irmão de Antonio Palocci e diretor de planejamento da Eletronorte, devido a um aditivo obtido na construção de eclusas de Tucuruí.7 A Camargo Correa também teria doado sem qualquer contabilização 4 milhões de reais a candidatos e partidos políticos na eleição de 2006.8

O Superior Tribunal de Justiça suspendeu liminarmente os efeitos da operação, sob o fundamento de que foi iniciada por denúncia anônima, o que não teria valor jurídico. O Ministério Público Federal anunciou que pretende recorrer da decisão, alegando que muitas operações iniciam por meio de tais denúncias e que sua paralisação desestimularia a população a denunciar irregularidades.9

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,operacao-castelo-de-areia-tem-dia-d-no-supremo-tribunal-de-justica,691936,0.htm

Justiça anula punição a réus do escândalo do Banestado
O Superior Tribunal de Justiça extinguiu completamente a punição de sete dos 14 ex-diretores e gerentes do Banestado – banco paranaense privatizado em 2000 – condenados pela remessa fraudulenta de R$ 2,4 bilhões ao exterior, nos anos 90. Em 2003, uma força-tarefa investigou o esquema que transferia para paraísos fiscais dinheiro da corrupção e do tráfico de drogas através de depósitos de doleiros em contas de laranjas e nas chamadas contas CC5 (criadas para permitir transferências legais para o exterior). Dez anos depois, em 19 de março último, o STJ reconheceu a prescrição. Ou seja, a perda do prazo para que sete réus cumprissem penas por evasão de divisas e gestão fraudulenta. O dinheiro era transferido para contas CC5, principalmente no Paraguai, de onde era remetido para outros países, sem que o Banco Central soubesse quem era o titular. A ação penal contra ex-gestores do Banestado é resultado de um dos milhares de inquéritos policiais instaurados em todo o país. Foram denunciadas 631 pessoas.

http://www.fabiocampana.com.br/2013/04/justica-anula-punicao-a-reus-do-escandalo-do-banestado/

Compra da Brasil Telecom pela Oi será a “grande conciliação nacional” envolvendo PT e PSDB.
Agora, temo que a operação de criação da BrOi seja a consubstanciação, aquele quadro do Napoleão sendo coroado, que está na igreja de Notre Dame. O quadro começa a ser pintado a partir do momento em que o Luciano Coutinho, presidente do BNDES, assina o empréstimo para o Carlos Jereissati e o Sérgio Andrade comprarem a Brasil Telecom, sem botar um tostão. Nesse momento, será feita a grande conciliação nacional, os fundos e o Citibank renunciam a toda ação [judicial] que moveram na Justiça contra o Daniel Dantas. O governo Lula põe para dentro a corrupção do Dantas e do governo FHC, limpa a pedra e resolve esse problema botando o dinheiro do BNDES nas mãos desses dois subempresários, já que eles compraram a Telemar sem gastar também.


Aí será feita a grande pacificação nacional, que mobilizou essa subimprensa de contratos de prestação de serviços, mas que você nunca sabe que serviços são esses. Então, se houver o Aécio [Neves] candidato em uma chapa que reúna PSDB e PT, como está sendo montada em Belo Horizonte, resolve tudo. Põe todo o Brasil debaixo do tapete. O PSDB esconde ossos do Fernando Henrique no armário do Lula, o Lula esconde no armário seus próprios esqueletos, e o Brasil vai seguir em frente com a conciliação que o Tancredo [Neves] tentou fazer e não conseguiu porque morreu antes.


A privatização é o que define o processo da Nova República no regime pós-militar, é a metástase da corrupção no Brasil. O Daniel Dantas é o maior símbolo, herói e beneficiário desse processo que corrompeu o PSDB, o PFL e o PT. Ele corrompeu o PSDB, financiou a filha do Serra e ele é a grana que está no duto do Valerioduto. Que o procurador-geral da República não procurou e que o ministro Joaquim Barbosa não achou. A grana do Valerioduto veio de onde? Dá em árvore ou o Valério era maluco e colocava dinheiro dele no esquema? Ele era um lavador de dinheiro e ninguém quer dizer isso. Fizeram a CPI dos Correios e não pediram indiciamento do Daniel Dantas, porque a bancada dele tem um líder no senado, que é o Heráclito Fortes, e tem um líder na Câmara, que é o José Eduardo Cardozo.

http://revistaforum.com.br/blog/2011/10/a-broi-e-daniel-dantas-me-demitiram/

Inteligência descobre que empresas europeias doam 100 milhões de Euros por ano para mensaleiros
O Rosegate é a prova de que o Mensalão não acabou e parece eterno como os diamantes. Investigações sigilosas da Polícia Federal e de setores de inteligência das Forças Armadas descobriram que é de 25 milhões de Euros a generosa contribuição trimestral “doada” à cúpula de petistas por empresas européias beneficiadas com negócios no Brasil. A grana pesada (100 milhões anuais) rola por fora da contabilidade oficial, em depósitos feitos no exterior. Se tal descoberta não for abafada e ficar de fora do inquérito da Operação Porto Seguro, o titanic do PT vai afundar.


Um descuido (ou aposta na impunidade) fez com que viesse à tona o informe, que circula pela internet, de que, numa viagem de Lula a Portugal, Doutora Rosemary Nóvoa Noronha teria levado, na “mala diplomática”, 25 milhões de Euros. O valor, que teria sido declarado à receita portuguesa, seguiu em carro forte para depósito na agência central do Banco Espírito Santo, na cidade do Porto. A PF sabe que vários condenados no Mensalão – e um dos milagrosamente absolvidos – têm movimentadíssima conta corrente no BES português.


A imperícia foi que Rose mandou fazer o depósito tendo Luiz Inácio Lula da Silva como o possível beneficiário de um seguro que fora feito para evitar “algum sinistro” com tanto dinheiro. Se os dados da Aduana do aeroporto internacional Francisco de Sá Carneiro forem confirmados oficialmente, o bebê de Rosemary vai sofrer um aborto político. O Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, já pensa em pedir a prisão preventiva de Rosemary e intimar seu amigo Lula para dar explicações oficiais sobre tudo que envolve o Rosegate.

Dívida Pública brasileira supera R$ 3 trilhões
A entidade baseia a afirmação na soma da dívida pública federal interna - R$ 2,823 trilhões no final do ano passado - e da dívida externa bruta - US$ 441,757 bilhões no mesmo período - , conforme dados divulgados pelo Banco Central.


Segundo a Auditoria Cidadã, a informação divulgada pela imprensa de que a dívida teria ultrapassado os R$ 2 trilhões no final do ano passado não reflete o montante da dívida bruta brasileira, uma vez que a mesma mostra apenas parte da dívida – a que se encontra “em poder do público”, excluindo os mais de R$ 900 bilhões de títulos que foram repassados ao Banco Central, dos quais grande parte é entregue ao mercado.
“Trata-se de um mero artifício para não mostrar o verdadeiro montante da dívida pública brasileira, pois o Tesouro emite os títulos da dívida mobiliária e os entrega ao Banco Central que, por sua vez, repassa-os aos bancos por meio das “Operações de Mercado Aberto”. Portanto, a maior parte dos títulos da dívida não fica em poder do BC, mas é efetivamente repassada aos bancos”, explica a nota da Auditoria Cidadã.
http://www.andes.org.br/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=5804

Bônus de volume

A lei 12.232/2010 entrou na discussão da ação penal 470 porque cinco réus foram denunciados, entre outros crimes, pela prática de peculato referente a desvios dos chamados “bônus de volume”, ou BV, a comissão paga pelos meios de comunicação às agências de publicidade, conforme o volume de propaganda negociado entre eles. Apesar de ser uma prática de mercado que remonta aos anos 1950, o pagamento do bônus só foi institucionalizado pela lei em questão.


O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, e os sócios da DNA Propaganda, Marcos Valério, Cristiano Paz e Ramon Hollerbach, foram acusados de permitir que a agência se apropriasse dos R$ 2,9 milhões repassados como bônus pelos veículos de comunicação. Já o ex-presidente da Câmara, João Paulo Cunha, foi acusado de possibilitar que a agência SMP&B, dos mesmos sócios, ficasse com os R$ 2,1 milhões dos BVs decorrentes da publicidade feita pela casa. A defesa dos réus, entretanto, alegou que a edição da lei 12.232 teria configurado “abolitio criminis”, ou seja, tornado lícita a conduta pela qual os empresários foram denunciados.

 A lei evocada diz em seu artigo 15 que pertencem ao “contratante as vantagens obtidas em negociação de compra de mídia”. Porém, abre uma exceção e legaliza o bônus de volume ao permitir, no artigo 18, “planos de incentivo por veículo de divulgação” e ao definir que os frutos resultantes destes planos constituem “receita própria da agência”.
http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=20833

Por ano, cada senador não sai por menos de R$ 33 milhões. O custo anual de um deputado é de R$ 6,6 milhões. Os valores gastos com o Congresso causam ainda mais espanto quando comparados com os números de países mais ricos do que o Brasil.

Cada parlamentar no Brasil sai por R$ 10,2 milhões por ano. Na Itália, são gastos R$ 3,9 milhões, na França, pouco mais de R$ 2,8 milhões, na Espanha, cada parlamentar custa por ano R$ 850 mil e na vizinha, Argentina, R$ 1,3 milhão. Esse custo se repete nas Assembleias Legislativas. O pior exemplo está em Brasília. Cada um dos 24 deputados custa por ano quase R$ 10 milhões e os vereadores, no Rio e São Paulo, cada um sai por R$ 5 milhões.

O poder executivo gasta quase 100 bilhões de reais por ano Mais de 100 milhões de reais são gastos só em contratos de aluguel de prédios para acomodar os ministérios. Os gastos com o Congresso são estimados em 8.5 bilhões por ano. Por volta de 400 milhões de reais são gastos com publicidade por ano. O governo gasta com cartão corporativo 60 milhões por ano, sendo que quase a metade desses gastos são secretos. O custo com a corrupção já ultrapassa 80 bilhões de reais por ano. Deve ser por isso que nunca sobra dinheiro para investir em saúde, educação, habitação, saneamento, segurança e transporte.

Ao longo de 2013, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal custarão juntos, por dia, 23 milhões de reais aos cofres públicos - O valor total deve chegar a 8,4 bilhões

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/congresso-nacional-custa-r-23-milhoes-por-dia-aos-cofres-publicos

No ano passado, as despesas da Câmara dos Deputados, do Senado Federal e do Tribunal de Contas da União (TCU) atingiram R$ 9 bilhões, somente os gastos das duas Casas Legislativas, excluindo o TCU, deverão alcançar 8,5 bilhões. Cada dia do parlamento brasileiro custará R$ 23 milhões, ou seja, quase um milhão por hora!
http://oglobo.globo.com/opiniao/quanto-custa-congresso-nacional-7668883

A folha de pagamentos dos servidores públicos civis do Poder Executivo custa aos cofres públicos aproximadamente R$ 97 bilhões por ano.
http://www.cgu.gov.br/ControleInterno/AvaliacaoGestaoAdministradores/GastosComPessoal/index.asp

A chamada “Esplanada oculta” custa, no mínimo, R$ 100 milhões por ano, dinheiro suficiente para construir cerca de 2.700 casas do programa Minha Casa, Minha Vida.
http://www.gazetadopovo.com.br/vidapublica/conteudo.phtml?id=1105335&tit=Inchaco-cria-Esplanada-oculta--e-custa-R-100-mi-para-Uniao

A União desembolsou R$ 391,5 milhões em publicidade institucional e de utilidade pública em 2012, ano de eleições municipais. O valor superou em 11,3% o gasto em 2011, R$ 351,4 milhões.
http://www.contasabertas.com.br/WebSite/Noticias/DetalheNoticias.aspx?Id=1180

Governo gasta R$ 59,6 mi com cartão corporativo em 2012.

Quase metade desse montante foi destinado a despesas secretas. Presidência lidera gastos com cartões: R$ 17,7 milhões de reais

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/governo-federal-gasta-r-59-6-mi-com-cartao-corporativo-em-2012

O custo da corrupção no Brasil: R$ 82 bilhões por ano!!!
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/materia-de-capa-o-custo-da-corrupcao-no-brasil-r-82-bilhoes-por-ano/

O Brasil é uma falsa democracia
http://www.youtube.com/watch?v=vgwODMEB1TM




____________________________________________________________________________

Veja: Inteligência afirma que os esquerdopatas estão por trás de toda baderna nas passeatas
Veja também:  Cuidado, Policiais do Rio e São Paulo, vocês estão sendo usados

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário