segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Documentos da CIA disponibilizados na Internet atestam a veracidade do fenômeno dos OVNIs / UFOs


Para aqueles que duvidam da realidade do fenômeno dos OVNIs, nada como documentação oficial governamental para dar respaldo a ela. E é exatamente isto que pode ser encontrada no site da Central Intelligence Agency – CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos), embora seja uma pequena parte desta documentação altamente censurada.

O topo da página  da coletânea de documentos na língua inglesa inicia da seguinte forma:

OVNIS: Fato ou Ficção?

Esta coletânea cataloga informações da CIA sobre este assunto [OVNIs] desde a década de 1940 até o início da década de 1990.  A maioria dos documentos dizem respeito aos documentos enviados por telex (cables) relatando casos não substanciados de avistamentos de OVNIs pela imprensa estrangeira, e também intra memorandos da Agência sobre como ela lidou com as perguntas da população sobre os avistamentos de OVNIs.  Para informação mais recente da CIA sobre OVNIs, veja o artigo “CIA’s Role in the Study of UFOs, 1947-90” na página do Centro para Estudo de Inteligência (https://www.cia.gov/library/center-for-the-study-of-intelligence/index.html).  Os artigos estão localizado em On-line Publications sob “Studies in Intelligence” section, specifically semi-annual Edition #1, 1997.
Embora, como o texto acima indica, a CIA classificou os casos como ‘não substanciados’, está bem claro que a agência levava a questão dos OVNIs muito a sério e ainda o faz, apesar de não admitir. 
Veja abaixo trechos traduzidos de dois documentos, os quais falam sobre ocorrência do fenômeno na Argentina:
25 de maio de 1962
OBJETOS VOADORES NÃO IDENTIFICADOS — Buenos Aires — A aparição de objetos voadores não identificados sobre a cidade de Bahia Blanca, sul de Buenos Aires, está causando os mais variados comentários entre as pessoas de lá.  A ocorrência mais extraordinária foi em 21 de maio, quando muitas pessoas observaram  um corpo luminoso estranho que pairou por sobre a cidade por muitos minutos, e então o viram desaparecer rapidamente.  Um fotógrafo local foi capaz de tirar duas fotos do objeto, que parecia ter uma forma oval luminosa na foto.  O Observatório Astronômico de Cordoba está compilando os dados sobre este fenômeno, o qual tem sido observado em outras regiões da Argentina, embora não tão claramente quanto em Bahia Blanca.  O observatório pediu à população para submeter suas observações, a fim de que seja determinado se o fenômeno foi um grupo de meteoritos, parte de um satélite artificial, ou devido a outras causas.  (Lima AFP Espanhol, América Latina 0354 BMT 25 de maio de 1962 — W)  Um objeto luminoso que estava cruzando os céus por sobre Bahia Blanca foi fotografado por um repórter do jornal local NUEVA PROVINCIA, segundo o jornal.  O repórter estava caminhando pela rua quando notou o objeto pela primeira vez.  Vendo que o objeto não estava deixando a cidade, ele dirigiu até o Canal Maldonado e tirou várias fotos; uma delas bem o momento que o misterioso objeto parou e mudou sua rota. Isto foi quando o objeto estava mais próximo da Terra.
5 de julho de 1965
DISCOS VOADORES NA ANTÁRTICA – Um grupo de discos voadores vermelho, verde e amarelo foram vistos por bases argentinas, chilenas e britânicas na Antártica, sobrevoando a Ilha Decepcion.  Os discos voadores também foram vistos voando em formação sobre as Ilhas South Orkney, em ligeiros círculos. (Buenos Aires ANSA Espanhol 1556 GNT 6 de julho de 1965 – P)
Algo que não deve ser deixado de se notar é o título utilizado pela agência na apresentação de sua página sobre o fenômeno: UFOs: Fact or Fiction?, ou OVNIs, Fato ou Ficção?
Parece que nem mesmo a CIA sabe definir o fenômeno, pois apesar de ter postulado esta pergunta derradeira, ela deixou a resposta em aberto.

_______________________________________________________

Operação Prato talvez seja o mais extraordinário fenômeno UFO já acontecido no Planeta, e aconteceu no Brasil. Creio que este evento não deixa mais dúvidas nenhuma sobre a existência de OVNIS

Entenda o caso
Operação Prato foi o nome dado a uma operação realizada pela Força Aérea Brasileira em 1977 e 1978, através do seu Comando Aéreo Regional em Belém, para verificar a ocorrência de estranhos fenômenos envolvendo luzes hostis relatados pela população do município de Colares, estado do Pará, Brasil.

Sob o comando do Capitão Uyrangê Bolivar Soares Nogueira de Hollanda Lima, que deu o nome à missão e formada por mais de duas dezenas de militares , a equipe investigou a área que fica no litoral próximo ao município de colares, munidos de câmeras fotográficas e filmadoras de 8 e de 16 mm. Seu principal objetivo era observar e registrar, de todas as formas possíveis, as estranhas e inexplicáveis manifestações relatadas pelos habitantes. 
O posto médico da cidade havia realizado atendimentos a diversas pessoas vítimas de queimaduras cujos responsáveis, segundo a população, eram estranhas luzes vindas do céu. 

O fenômeno era conhecido como chupa-chupa e a história estava criando certa histeria entre os moradores que, buscando uma controversa explicação religiosa, atribuía os ataques ao "diabo, que estaria na Terra para atacar os cristãos". Enquanto esteve na cidade, a equipe de Hollanda Lima conseguiu restabelecer a ordem e evitar o pânico, que levava muitos cidadãos a se organizarem para fazer vigílias e usar fogos de artifício na tentativa de afugentar as misteriosas luzes.
A operação durou pouco mais de quatro meses e nos dois primeiros, a equipe do Capitão Hollanda Lima não registrou ocorrências, porém o cenário iria se modificar radicalmente segundo o militar.

Em 1997, vinte anos depois, Hollanda Lima concedeu uma entrevista aos pesquisadores Ademar José Gevaerd e Marco Antônio Petit relatando os acontecimentos e as atividades de sua equipe nos dois últimos meses da operação. Segundo ele, sua equipe presenciou as mais surpreendentes e estranhas manifestações de natureza desconhecida. Além de ter presenciado, os militares registraram os erráticos movimentos de pequenos objetos luminosos que julgou serem “sondas ufológicas”.

 Constataram também a presença de gigantescas naves que executavam manobras que destruiriam qualquer aeronave conhecida. Seriam maiores que “um prédio de trinta andares” em seu comprimento e emitiam luzes de várias cores. Tais “espaçonaves” recolhiam regularmente as “sondas pesquisadoras”.

Em sua entrevista, Hollanda Lima declarou que dois agentes do Serviço Nacional de Informação, também tiveram a oportunidade de presenciar estas manifestações envolvendo os objetos gigantes. O capitão pôde fotografar e filmar diversos tipos de luzes, das mais diversas dimensões. As cores também variavam e supunha ele que indicavam a função ou o tipo de manobra do “aparelho”.

A equipe também recolheu relatos incríveis contados pela população ribeirinha. Alguns envolvendo seres luminosos saídos do interior de estranhos objetos. Esses seres arrebatavam pessoas com sua luminosidade. Outros sugavam o sangue das pessoas que capturavam. Um fato registrado é que na maioria dos episódios havia a presença de uma ou mais testemunhas.
A Operação Prato foi tema de um documentário do The History Channel, que no Brasil foi exibido com o título O Caso Roswell Brasileiro, dentro da série Arquivos Extraterrestres.

Originalmente, o Capitão Hollanda Lima dizia que apesar de crer na possibilidade de vida extraterrestre não acreditava ser esse o caso dos registros visuais em Colares, contudo mudou radicalmente a sua opinião durante o tempo em que esteve na região, pois teria visto, filmado e fotografado OVNIS sobrevoando a cidade, próximo aos locais onde o pessoal de sua equipe estava instalado.

O comando da Aeronáutica oficializou o término da operação após quatro meses e ordenou o regresso da equipe. Porém o capitão disse que tentaria investigar ainda por conta própria. As luzes continuaram a ser vistas em Colares por algum tempo mas não com a mesma intensidade e casos de vítimas das queimaduras não foram mais registrados.

Uyrangê Bolívar Hollanda Lima foi encontrado morto em sua casa na Região dos Lagos no Rio de Janeiro em 2 de Outubro de 1997, ou seja, dois meses após sua entrevista ser dada. Ufólogos que ficaram amigos do militar afirmam que Uyrangê passava por uma profunda depressão devido a experiência que sofreu com os fatos ocorridos e portanto cometeu suicídio, enquanto uma outra corrente de ufólogos afirma não acreditar que Uyrangê tenha cometido suicídio, lançando suspeitas sobre uma conspiração de assassinato. Todo o material registrado pela sua equipe durante a Operação Prato ficou em posse da FAB, que só começou a liberar os arquivos ao público em 2008.

DOCUMENTÁRIO FEITO PELA REDE GLOBO SOBRE O CASO
 http://www.youtube.com/watch?v=DJAb0MjQ_sM


OUTROS RELATO OFICIAIS IMPRESSIONANTES

Primeiro-Ministro russo revela em off a existência de ExtraTerrestres



Comunicado estarrecedor do ex-ministro da Defesa do Canadá 

Acho realmente que não existem mais dúvidas quanto a existência, não digo de seres extraterrestres, mas de OVNIS, isso ta muito claro em documentos oficiais. A operação Prato, o que aconteceu no Brasil em Colares é realmente impressionante, pois toda a cidade viu e acompanhou, bem como militares da Aeronáutica em missão oficial. Certo que não estamos sós, o que resta saber é o desfecho de tudo isso, religiosos, filósofos, paranormais tem suas explicações, a Própria Bíblia relata fenômenos de OVNIS, sou Teólogo e Historiador e ja estudei com alguns Doutores na matéria esses fenômenos descritos nas Escrituras Sagradas, porém fiquemos apenas,no momento com as evidências  e relatos de autoridades.
Deixe suas observações abaixo


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário